Acredita-se que o gesto deriva de uma tradição romana que simbolizava submissão

Por que juntamos as mãos para rezar?

Os devotos, na hora de rezar, devem unir as mãos, manter os braços estendidos com as palmas para cima ou cruzá-las, como costumam fazer os monges? São perguntas comuns a muitos fiéis.

Embora possa parecer estranho, é um questionamento importante. Na verdade, os gestos são um aspecto fundamental da oração e permitem que os devotos deem sentido às suas práticas, que, muitas vezes, são enraizadas nas antigas e ​​tradições.

Muitos se lembram de terem sido ensinados a rezar com as mãos juntas. Um indivíduo relata o motivo (verdadeiro ou não) pelo qual as irmãs religiosas lhe ensinaram essa prática:

“Reze com as mãos juntas para que suas orações sigam diretamente para o céu.

Se suas mãos estiverem apontadas para baixo, suas orações cairão no inferno.

E se suas mãos estiverem de lado, suas orações ecoarão por toda a sala.”

Claro, isso é bastante ingênuo, e é provável que a instrução tenha se perdido na linguagem infantil. Na verdade, a razão pela qual a maioria dos devotos junta as mãos para orar tem um simbolismo muito mais profundo.

Na tradição judaica, há evidências de que as pessoas rezavam com as mãos juntas desde o período pós-exílico e continuaram após o estabelecimento do cristianismo.

Outra crença comum é que a postura de mãos unidas tenha sido derivada de uma prática romana que simbolizava a submissão. Historiadores religiosos conectam o gesto ao ato de prender as mãos de um prisioneiro com cipó ou corda: mãos unidas passaram a simbolizar submissão. Na Roma Antiga, um soldado capturado poderia evitar a morte imediata juntando as mãos, assim como agitar uma bandeira branca hoje em dia passa a clara mensagem de rendição.

Enfim, embora os cristãos não sejam obrigados a rezar com as mãos unidas, esse é um gesto muito significativo, com raízes antigas e profundo simbolismo.


Aleteia

Outras Notícias

Temos muitas diferenças e está tudo bem!

É bastante comum, numa conversa entre namorados, noivos ou casados, que o tema das diferenças entre em cena. Via de r...

14/08 - São Maximiliano Maria Kolbe

Raimundo Kolbe nasceu em 1894, na Polônia, numa família operária que o introduziu no seguimento de Cristo e, mais tar...

14/08 - Evangelho do Dia - Mt 19,3-12

— O Senhor esteja convosco.— Ele está no meio de nós.— PROCLAMAÇÃO do Evangelho de Jesus Cristo + segundo Mateus.&nbs...

13/08 - Santo do Dia: Santa Dulce dos Pobres

Maria Rita de Souza Brito Lopes Pontes, filha de Augusto Lopes Pontes e Dulce Maria de Souza Brito Lopes, nasceu no d...

13/08 - Evangelho do Dia: Mt 18,21—19,1

— O Senhor esteja convosco.— Ele está no meio de nós.— PROCLAMAÇÃO do Evangelho de Jesus Cristo + segundo Mateus.&nbs...

Coisas que você não deve fazer na Missa e talvez não saiba

Não chegar atrasado. Lembre-se de que Deus está esperando você para enchê-lo com o seu amor, dar o seu perdão e ...