Reflexão

O cego na calçada movimentada em Paris

Reflexão 28/01/2021/ 15:53:20
O cego na calçada movimentada em Paris

Uma certa vez um cego sentado na calçada.

Essa calçada não era uma calçada qualquer.

Era em Paris!

Aos pés dele havia um boné vazio e uma tabuleta onde estava escrito: "Por favor, ajude-me, sou cego".

Um publicitário, da área de criação, que passava em frente a ele, parou e viu umas poucas moedas no boné.

Sem pedir licença, pegou o cartaz, virou-o, pegou o giz e escreveu outro anúncio.

Voltou a colocar o pedaço de madeira aos pés do cego e foi embora.

Pela tarde, o publicitário voltou a passar em frente ao cego que pedia esmola.

Agora, o seu boné estava cheio de notas e moedas.

O cego reconheceu as pisadas e lhe perguntou se havia sido ele quem reescreveu seu cartaz, sobretudo querendo saber o que havia escrito ali.

O publicitário respondeu: "nada que não esteja de acordo com o seu anúncio, mas com outras palavras". Sorriu e continuou seu caminho.

O cego nunca soube, mas seu novo cartaz dizia: "É primavera em Paris, mas eu não posso vê-la".

E essa frase tocou a alma dos que por ali passavam...

Moral da história: Mudar a estratégia quando nada nos acontece pode trazer novas perspectivas. É preciso saber qual é a forma certa de nos comunicarmos...

Em vez de simplesmente falar, que tal escolher a melhor mensagem, aquela que vai tocar ao coração?

Outras Notícias