Em coletiva de imprensa,reitor do Santuário Nacional explicou importância da celebração dos 40 anos do restauro da imagem de Aparecida

Restauro da Imagem de Aparecida trouxe esperança ao povo, diz padre

Rumo aos preparativos finais para as celebrações dos 40 anos do restauro da Imagem de Nossa Senhora Aparecida, o reitor do Santuário Nacional, padre João Batista de Almeida, comentou na manhã desta quarta-feira, 9, durante coletiva de imprensa na Basílica Velha de Nossa Senhora da Conceição Aparecida, a importância, programação e o planejamento deste novo período festivo. “A partir daqui [Basílica Velha] começou todo o restauro”, recordou o sacerdote.

“Por trás desta restauração, nós lemos o querer de Deus. Podemos dizer que Deus escreve certo por linhas tortas. De uma imagem quebrada que não serviria para nada, Deus fez acontecer uma restauração que trouxe esperança para o povo, que congrega milhões e milhões de pessoas e, a partir desta imagem restaurada, vidas foram restauradas (…). Por isso, achamos que é uma boa data para celebrarmos”, observou o reitor do Santuário Nacional.

De acordo com padre João, a festividade contará com dois momentos dentro da programação. O primeiro será iniciado no dia 19 de maio, sábado, e ocorrerá todos os sábados até o dia 18 de agosto. Nestes 14 sábados, serão realizados na Basílica Velha, sempre às 15h, 30 minutos de oração pela restauração da imagem e as realidades atuais enfrentadas pelo Brasil, e também serão relatados trechos sobre a história e testemunho de pessoas que tiveram suas vidas tocadas durante ou após o restauro.

O segundo momento, que dará fim às celebrações, será realizado no domingo dia 19 de agosto: uma carreata que sairá de São Paulo rumo ao Santuário Nacional. A carreata partirá após a Missa na catedral da Sé presidida pelo arcebispo de São Paulo, Cardeal Odilo Scherer. O cortejo de carros transportará uma réplica da Imagem de Nossa Senhora. A iniciativa faz memória ao transporte da imagem original, após restauro, realizado na mesma data, em 1978.

Mesmo com a carreata, o sacerdote relatou a importância dos fiéis, em vez de acompanharem o cortejo, se concentrarem no Santuário Nacional para a recepção da imagem.“Nós gostaríamos que os devotos viessem para Aparecida no dia 19 de agosto, porque é aqui que vai acontecer o grande momento da celebração e aqueles que puderem acompanhar a carreata a partir de São Paulo serão muito bem-vindos, mas estamos aconselhando os devotos para que venham a Aparecida por uma questão até de facilidade no trajeto”, afirmou padre João ao realçar a facilidade e maior segurança da estrutura do Santuário, com relação à trajetória da Rodovia Presidente Dutra.

Junto ao Santuário Nacional, a concessionária que administra a rodovia (CCR Nova Dutra) e a Polícia Rodoviária Federal (PRF) auxiliarão o processo de translado da imagem de Aparecida. Segundo o coordenador de interação da CCR Nova Dutra, Othon Siqueira, a Concessionária disponibilizará duas viaturas para acompanhar o comboio de carros durante todo o trajeto. “A CCR compreende a importância desse evento”, declarou Othon.

O Inspetor Virgílio Leocádio, da PRF, apontou que a principal preocupação é com a segurança. De acordo com o inspetor, uma escolta da polícia envolverá o comboio responsável pela carreata da imagem de Nossa Senhora, além de um monitoramento dos pontos de parada e uma prevenção contra invasões na rodovia. “Estamos preocupados não somente com o evento, mas com a segurança coletiva”, comentou. O policial aproveitou para reforçar o pedido do padre João, e aconselhou os fiéis a se concentrarem no Santuário Nacional, no dia 19 de agosto, para o aguardo do fim da carreata.

Padre João Batista contou que o Santuário Nacional ainda não obteve uma resposta do Corpo de Bombeiros quanto à solicitação da disponibilização de um caminhão para o translado da imagem. Se confirmado o uso do veículo, o comboio fará memória à carreata de 1978, quando a imagem de Nossa Senhora Aparecida restaurada foi levada à cidade de Aparecida no alto de um caminhão do Corpo de Bombeiros.


Primeira celebração da restauração

Esta será a primeira vez que o Santuário Nacional fará memória de maneira celebrativa à data do restauro da imagem de Nossa Senhora Aparecida. Padre João Batista afirma que além de ser um marco histórico o aniversário de 40 anos, celebrar o restauro da imagem partiu da percepção do difícil momento atravessado pelo Brasil. “Nós acreditamos que a devoção a Nossa Senhora Aparecida tem muito a contribuir e dar ao povo brasileiro essa esperança e força transformadora”.

O sacerdote recordou as eleições 2018 e apontou que a celebração do restauro será também uma oportunidade de dar uma força restauradora ao Brasil. “Sabemos que não é só elegendo políticos honestos e preocupados com o bem comum que nós restauraremos o Brasil. Existe também uma cultura no Brasil que precisa ser restaurada. Tem alguns elementos culturais que precisam ser transformados”, explicou. Padre João acredita que esta será a primeira das muitas celebrações que surgirão em torno da data da restauração.


Outras Notícias

Nem a inundação da igreja atrapalhou este casamento

Você sonha a vida inteira com o dia do seu casamento. Quer que tudo seja perfeito: o vestido, a decoração da igreja, ...

Chega ao Brasil o filme sobre aparições de Nossa Senhora de Fátima

A história centenária das aparições de Nossa Senhora de Fátima chega aos cinemas do Brasil com um novo filme que traz...

A Irmã Dulce dormiu durante 30 anos em uma cadeira de madeira

A penitência foi feita em ação de graças a Deus pela recuperação de sua irmã, Dulcinha, que, em 1955, tinha passado p...

Entregue suas preocupações a estes 3 santos

Tenho que dizer que deixar tudo nas mãos de Deus, que às vezes é difícil de entender, não é nada fácil (todos sabemos...

MARIA de NAZARÉ TEVE OUTROS FILHOS ?

A Record do Bispo Macedo está veiculando na novela dele, que Maria teve outros filhos e que Jesus teve outros irmãos....

Padre Marcelo Rossi tem seu rosto estampado em marca de remédios para emagrecer e leva o caso à justiça

Quem não conhece Padre Marcelo Rossi, não é mesmo? Um dos párocos mais famosos do nosso país também está sujeito a pa...