Mães de UTI

Sempre que seu bebê berrar a noite inteira e não te deixar dormir, lembre-se de que tem uma mãe de UTI que nunca ouviu o choro do filho que está entubado ou tem uma traqueostomia.

Quando seu peito rachar e você não aguentar de dor pensar em desistir de amamentar, lembre-se de que tem uma mãe de UTI, em uma sala fria de um lactário, tirando leite para o bebê se alimentar pela sonda, ou simplesmente para aliviar a dor do peito empedrado já que seu bebe nunca mamou.

Toda vez que seu bebê sujar a roupa de cocô que você acabou de trocar, lembre-se de que tem uma mãe de UTI que comemora cada punzinho molhado do filho e não pode trocar a fralda dele.

Toda vez que seu braço doer porque o bebê não quer sair do colo, lembre-se que tem uma mãe de UTI que só pode tocar na testa do filho.

Quando seu bebê fazer xixi na roupa, lembre-se que tem uma mãe de UTI que o filho só faz xixi graças à diálise.

Dê graças a Deus pela febre, resfriado, cólica de cada dia, choro, por seu filho te chamar de mãe o dia inteiro, noites em claro, o prato de comida gelado que você almoçou pois bem na hora ele quis ir ao banheiro, a bagunça da casa, os brinquedos jogados, as paredes rabiscadas, a birra, a manha, pela comida derramada em volta do prato, pelo suco que caiu no sofá...

Pois nesse momento pode ter uma mãe de UTI que está clamando a Deus para que o seu filho volte de uma parada cardíaca e se recupere, sendo uma criança arteira, mas com saúde.

Se as mães de UTI passam por tudo isso e conseguem, você também consegue!