Um dia...

Um dia, você vai virar pra mim e dizer: "tá mãe", "já vou mãe", "ahhh mãe"...
E eu?! eu vou lembrar, de todas as vezes em que você repetiu, como se fosse um mantra: "mãmãmãmã" e que sorriu, em meio às lágrimas, porque eu apareci, respondendo o teu chamado.

Um dia, você vai ficar bravo, porque eu não te deixei fazer alguma coisa, vai entrar pro seu quarto e ficar sem falar comigo por uma tarde inteira...
E eu?! eu vou lembrar, de todas as vezes, em que você não quis se separar de mim, nem por 5 minutos, pra eu ir ao banheiro.

Um dia, você vai pedir pra dormir na casa de um amigo, pra passar as férias na vó, pra viajar com os colegas da escola...
E eu?! eu vou lembrar, de todas as noites, em que seu porto-seguro, a única razão do seu sono tranquilo, era eu.

Um dia, você vai crescer...

e vai andar sozinho.

Vai querer voar e de vez em quando, cair e se machucar, num lugar onde "um beijinho" meu, não vai fazer sarar.
E eu?! eu vou pedir pro tempo voltar, pra estar no seu lugar, pra ser de novo, sua paz.

Mas, não vai acontecer.

Então, eu vou chorar.
Por você e com você, se precisar.
Vou estar lá, segurando sua mão, mesmo que só com o meu coração.
Vou te esperar, voltar pra mim, no seu tempo, com o amor mais paciente...

Porque os filhos vão, mas eles sempre voltam.

Filho é barco,
mãe é cais.

⛵💛

Texto: Maisa Perejjo - Uma Mãe