Rádio Rainha da Paz

A rádio da familia

Papa Francisco reconhece virtudes heroicas de padre brasileiro

Papa Francisco reconhece virtudes heroicas de padre brasileiro
  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter

Em audiência com a Congregação das Causas dos Santos, foram reconhecidas as virtudes heroicas do padre Donizetti Tavares

Em audiência nesta segunda-feira, 9, o Papa Francisco recebeu o Prefeito da Congregação das Causas dos Santos, Cardeal Angelo Amato. Na promulgação dos decretos, autorizada pelo Papa, consta o reconhecimento das virtudes heroicas de um sacerdote brasileiro: o venerável Servo de Deus Donizetti Tavares de Lima.

O padre Donizetti nasceu em 3 de janeiro de 1882, em Cássia (MG), e faleceu em 16 de junho de 1961, em Tambaú (SP). Também foram reconhecidas as virtudes heroicas: 

– do Servo de Deus Serafino Kaszuba (no século Luigi Casimiro), sacerdote professo da Ordem dos Frades Menores Capuchinhos, nascido em 17 de junho de 1910, em Zamarstynów, perto de Lviv, na Ucrânia, falecido em 20 de setembro de 1977, em Lviv.

– do Servo de Deus Magín Morera y Feixas sacerdote professo da Congregação da Sagrada Família de Jesus, Maria e José, nascido em 16 de novembro de 1908, em Sant Matu de Bages, na Espanha, e morto em 28 de junho de 1984, em Barcelona (Espanha).

– da Serva de Deus Maria Lorenza Requenses in Longo, fundadora do Hospital dos Incuráveis de Nápoles e das Monjas Capuchinhas, nascida em 1463, em Lleida, na Espanha, e morta em 21 de dezembro de 1539, em Nápoles, Itália.

– da Serva de Deus Francisca do Espírito Santo (no século Carolina Baron), fundadora do Instituto da Terceira Ordem de São Francisco de Montpellier, nascida em 12 de dezembro de 1820, em Mailhac, na França, e morta em 28 de dezembro de 1882, em Saint-Chinian (França).

– da Serva de Deus de Isabel Rosa Czacka, fundadora da Congregação das Irmãs Franciscanas Servas da Cruz, nascida em 22 de outubro de 1876, em Biała Cerkiew, Ucrânia, e falecida em 15 de maio de 1961, em Laski, Polônia.

– do Servo de Deus Francesco Paolo Gravina, leigo, fundador da Congregação das Irmãs da Caridade de São Vicente, nascido em 5 de fevereiro de 1800, em Palermo, e morto em 15 de abril de 1854, em Palermo, Itália.

Nesse decreto, Francisco também reconheceu o martírio dos Servos de Deus Tullio Maruzzo (no século Marcelo), sacerdote professo da Ordem dos Frades Menores, e Luigi Obdulio Arroyo Navarro, leigo, da Terceira Ordem de São Francisco, mortos por ódio à fé em 1° de julho de 1981, em Los Amates, Guatemala.

 

Rádio Vaticano

  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter

Olá, deixe seu comentário para Papa Francisco reconhece virtudes heroicas de padre brasileiro

Enviando Comentário Fechar :/