Deus, rico em misericórdia, está pronto para dar um basta naquilo que nos escraviza

Um remédio poderoso para quem se libertar de uma vida pecaminosa


Nós nem sempre pensamos assim, mas o pecado realmente nos escraviza, enquanto a virtude nos liberta.

Às vezes, quando queremos fazer o bem e seguir a vontade de Deus, sentimo-nos sobrecarregados e aprisionados pelos nossos pecados. A escravidão pode até chegar ao ponto de causar cegueira espiritual. Nós, literalmente, não conseguimos “ver” que estamos pecando, e não percebemos o dano que estamos causando a nós mesmos e a toda a criação de Deus.



No livro “O Combate Espiritual”, o Padre Lorenzo Scupoli diz:

“Quando o diabo mantém um homem na escravidão do pecado, seu principal cuidado é cegar cada vez mais os olhos e afastar dele tudo aquilo que possa levá-lo ao conhecimento de sua condição mais infeliz.”

O que começa com um pecado pequeno de repente se torna um pecado maior e assim só vai crescendo de proporção. Scupoli explica:

 “Da cegueira à cegueira mais profunda, do pecado ao pecado mais impuro, sua vida miserável irá rodopiar até a morte, a menos que Deus, por sua graça, intervenha para salvá-lo”.

Um remédio simples (mas poderoso) para libertar-se desta vida de pecado é voltar-se para Deus de todo o coração.

Scupoli aconselha:

O remédio para quem está nesta condição infeliz é estar pronto para dar atenção diligente aos pensamentos e inspirações que o chamam das trevas para a luz, clamando de todo o coração para o seu Criador.”

O autor, então, sugere a seguinte oração:

“Ó Senhor, ajudai-me; ajudai-me rapidamente; não me deixeis mais na escuridão do pecado.”

A oração deve ser repetida várias vezes, implorando a Deus que a Sua misericórdia seja derramada sobre você. A prece também deve ser acompanhada pelo sacramento da Reconciliação. 

Pode parecer antipático, mas este tem sido o caminho de muitos santos ao longo dos séculos. Eles conseguiram iniciar o caminho da conversão depois de se voltarem para Deus, caindo diante dele com lágrimas de arrependimento.

Deus deseja um coração contrito e, como o Papa Francisco diz, ele nunca se cansa de perdoar. Uma vez que a contrição toma conta de uma pessoa, a verdadeira mudança acontece. 


Aleteia

Outras Notícias

Pela 2ª vez na história: hoje é dia dos Santos Pastorinhos de Fátima!

Os pastorinhos Francisco e Jacinta eram os dois mais novos dos sete filhos de Manuel Pedro Marto e Olímpia ...

Exorcista alerta sobre os perigos de “falar” com os mortos

O Padre Pedro Paulo Alexandre é um dos exorcistas mais conhecidos do Brasil. Ele pertence à Diocese de Florianópolis ...

Para pedir a graça da cura do câncer: oração ao santo que carregou essa mesma cruz

Ocâncer é uma das cruzes mais pesadas que se conhecem e um dos maiores mistérios que Deus permite em n...

“Vovó Peregrina” de 95 anos chega à Basílica de Nazaré após 30 dias de caminhada

A ACI Digital publicou na última sexta-feira, 15 de fevereiro, uma detalhada matéria sobre a “Vovó Peregrin...

“A Paixão de Cristo”: segunda parte, “A Ressurreição”, pode estrear ainda em 2019

O astro Jim Caviezel, intérprete de Jesus Cristo no aclamado filme “A Paixão de Cristo”, de 2004, info...

São Valentim: por que o dia dos namorados na maioria dos países é 14/02?

A festa de São Valentim, celebrada em 14 de fevereiro, equivalente ao Dia dos Namorados na maioria dos países. O Bras...