Queda na produção de grãos em 2018 pode encarecer preço da carne

Depois de recordes em 2017, a safra de cereais, leguminosas e oleaginosasde 2018 pode cair cerca de 5,2%. Pelo menos é o que aponta a estimativaapresentada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística, o IBGE.Segundo a publicação, a safra deste ano deve produzir mais de 228 milhões de toneladas,abaixo dos mais de 240 milhões registrados em 2017.

Segundo o levantamento do IBGE, no comparativo com o ano, produções comoa de soja devem alcançar o recorde do ano passado, com cerca de 116 milhões detoneladas, o que representa um aumento de 0,7% em relação ao último ano.

Produções como as de milho e arroz, entretanto, não devem repetir odesempenho do ano passado e podem apresentar quedas consideráveis em 2018. Nocaso do milho, a diminuição deve ficar em torno de 15%, enquanto o arroz deve teruma queda de 7%, segundo o IBGE.

Produção de soja deve aumentar cerca de 0,7%, enquanto milho e arrozdevem cair 15% e 7%, respectivamente Alan Malinski, assessor técnico daComissão Nacional de Cereais, Fibras e Oleaginosas da Confederação daAgricultura e Pecuária do Brasil (CNA), explica que, por conta das condiçõesclimáticas, o início do plantio de soja atrasou e, consequentemente, interferiuna safra do milho. Já as baixas temperaturas na região onde o arroz é plantadocontribuíram para a queda na estimativa de produção.

O impacto dessa queda produtiva deve chegar ao consumidor, que podesentir a mudança no bolso. Na prática, outros itens que dependem dos grãos paraserem produzidos, como a carne, podem ficar mais caros.

“Como a principal cultura que foi prejudicada foi o milho, e o milhochega na mesa do consumidor através da carne de frangos e suínos, nós vemos quesim. Este milho vai chegar mais caro para a agroindústria, para o granjeiro ecertamente a agroindústria vai tentar passar isso para o consumidor final.Então, a chance de nós vermos um aumento nas prateleiras, principalmente paraaves e suínos, existe.”

Ainda de acordo com o IBGE, a diminuição vai ocorrer apesar de um aumentona área plantada. No comparativo com 2017, aumentou em 2,6% a área da soja, ereduziu em 7,3% a área plantada de milho e de 3,6% na área de arroz.

Agência do Rádio

Outras Notícias

Motoristas podem ter desconto de até 30% no valor do IPVA

O pagamento em cota única e antecipado do Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores (IPVA), além da ausênci...

Inep divulga resultado do Enem

As notas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) estão disponíveis na internet, na Página do Participante ...

A cada 8 minutos, uma criança é medicada de forma incorreta

Chamou a atenção das redes sociais a notícia de que um bebê de 4 meses passou mal depois de receber loção contra piol...

Benefícios do INSS acima do salário mínimo terão reajuste de 3,43%

Os segurados da Previdência que recebem acima do salário mínimo terão seus benefícios reajustados em 3,43%, conforme ...

Comércio varejista cresce 2,9% de outubro para novembro, diz IBGE

O volume de vendas do comércio varejista cresceu 2,9% na passagem de outubro para novembro de 2018. O dado é da Pesqu...

Inscritos no Mais Médicos devem se apresentar até hoje aos municípios

Profissionais com registro no Brasil inscritos na segunda chamada do programa Mais Médicos têm até hoje (10) para se ...