Queda na produção de grãos em 2018 pode encarecer preço da carne

Depois de recordes em 2017, a safra de cereais, leguminosas e oleaginosasde 2018 pode cair cerca de 5,2%. Pelo menos é o que aponta a estimativaapresentada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística, o IBGE.Segundo a publicação, a safra deste ano deve produzir mais de 228 milhões de toneladas,abaixo dos mais de 240 milhões registrados em 2017.

Segundo o levantamento do IBGE, no comparativo com o ano, produções comoa de soja devem alcançar o recorde do ano passado, com cerca de 116 milhões detoneladas, o que representa um aumento de 0,7% em relação ao último ano.

Produções como as de milho e arroz, entretanto, não devem repetir odesempenho do ano passado e podem apresentar quedas consideráveis em 2018. Nocaso do milho, a diminuição deve ficar em torno de 15%, enquanto o arroz deve teruma queda de 7%, segundo o IBGE.

Produção de soja deve aumentar cerca de 0,7%, enquanto milho e arrozdevem cair 15% e 7%, respectivamente Alan Malinski, assessor técnico daComissão Nacional de Cereais, Fibras e Oleaginosas da Confederação daAgricultura e Pecuária do Brasil (CNA), explica que, por conta das condiçõesclimáticas, o início do plantio de soja atrasou e, consequentemente, interferiuna safra do milho. Já as baixas temperaturas na região onde o arroz é plantadocontribuíram para a queda na estimativa de produção.

O impacto dessa queda produtiva deve chegar ao consumidor, que podesentir a mudança no bolso. Na prática, outros itens que dependem dos grãos paraserem produzidos, como a carne, podem ficar mais caros.

“Como a principal cultura que foi prejudicada foi o milho, e o milhochega na mesa do consumidor através da carne de frangos e suínos, nós vemos quesim. Este milho vai chegar mais caro para a agroindústria, para o granjeiro ecertamente a agroindústria vai tentar passar isso para o consumidor final.Então, a chance de nós vermos um aumento nas prateleiras, principalmente paraaves e suínos, existe.”

Ainda de acordo com o IBGE, a diminuição vai ocorrer apesar de um aumentona área plantada. No comparativo com 2017, aumentou em 2,6% a área da soja, ereduziu em 7,3% a área plantada de milho e de 3,6% na área de arroz.

Agência do Rádio

Outras Notícias

Estudantes têm até hoje para se inscrever no Enem 2019

Hoje (17) é o último dia para os estudantes se inscreverem no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) deste ano. As ins...

Ministro diz que baixa adesão a vacinação pode comprometer hospitais

O ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, disse que a baixa adesão à campanha nacional contra a gripe, que até ago...

Senado aprova fim de carência de planos de saúde para emergência

Casos de urgência e emergência de beneficiários de planos de saúde podem ficar fora dos prazos de carência. A mudança...

Usuários de smartphone devem atualizar WhatsApp, orienta empresa

O WhatsApp divulgou hoje (14) recomendações a usuários para que atualizem o aplicativo em seus smartphones. O motivo ...

Enem 2019 já tem 3 milhões de inscritos

A edição de 2019 do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) já atingiu a marca de 3 milhões de inscritos. O balanço foi...

Ex-presidente Temer deixa sua casa para se apresentar à PF

O ex-presidente Michel Temer deixou sua residência às 14h40 para se apresentar voluntariamente à superintendência da ...