Se você ainda não é capaz de responder a alguma dessas perguntas, pense muito bem antes de dar o passo de um noivado ou casamento

8 perguntas que todo(a) namorado(a) deveria saber responder

O namoro é um período incrível, repleto de sentimentos, paixão, surpresas, e tudo nos fala do amor e nos ensina sobre ele durante esta fase.
Ao mesmo tempo, é um tempo de preparação e amadurecimento, no qual o casal se descobre e caminha rumo a um compromisso para a vida inteira. Nesse processo, que é sublime e perigoso ao mesmo tempo, parece que não temos medo de fazer promessas que, aos olhos de outras pessoas, poderiam parecer arriscadas, porque o “sempre” se torna muito breve quando se está junto à pessoa amada.
Mas “para sempre”… será possível? Como saber se este “para sempre” tem possibilidades de ser? Apresentamos, a seguir, algumas perguntas que todo(a) namorado(a) deveria poder responder antes de empreender esta aventura chamada casamento.

1. Por que você me ama?

Uma boa definição para o amor é “a capacidade de fazer algo pelo outro”, de doar-se totalmente. Isso vai além do sentimento. É isso que você vive? E é por isso que você ama esta pessoa? Vale a pena refletir sobre o tema!
 
2. Você será capaz de amar vencendo a rotina do dia a dia?

No namoro, na verdade, o mais difícil é ficar separados. Mas, conforme o tempo vai passando, a rotina, o cansaço e as preocupações vão tomando mais espaço. Você é capaz de manifestar seu amor mesmo quando não sente vontade, ou quando parece haver outras coisas mais importantes a serem feitas?
 
3. Você ficará comigo nos momentos difíceis?

O casamento não é uma lua-de-mel eterna, e os “momentos difíceis” não se referem apenas à morte ou às doenças. Dias de mau humor, discussões, cansaço físico também fazem parte da vida de um casal. Você está disposto(a) a enfrentar isso ao lado de quem você ama, mostrando sempre amabilidade, carinho, compreensão, doação?
 
4. Que tipo de pai/mãe você quer ser?

É importante conversar sobre isso no namoro: que valores querem ensinar aos filhos? Que princípios seguirão? Qual é sua postura com relação à abertura à vida? Que lugar os filhos ocuparão em sua hierarquia de valores? Estas coisas não surgem espontaneamente, é preciso conversar, planejar, concretizar. A paternidade faz parte do pacote do casamento, não se esqueça.
 
5. Estou disposto(a) a pedir perdão?

Desde o namoro, é possível exercitar a capacidade de pedir perdão e perdoar, independentemente de quem tem ou não a razão. Estas duas atitudes podem salvar um casamento, e sua falta pode levá-lo à ruína. Nunca vá dormir sem pedir ou dar seu perdão, sempre que for preciso.
 
6. Você estará disposto(a) a sustentá-la(o) quando necessário?

Há muitas formas de entender esta pergunta. Emocionalmente, você terá a paciência necessária para aguentar a pessoa quando ela mesma não se suportar, seja pelo problema que for? Estará ao lado dela, sem exigir nada em troca? Financeiramente, se o outro ficar desempregado, doente ou os planos do casal não derem certo, você estará disposto(a) a sustentar a família?
 
7. Precisamos mesmo nos casar?

Muitos dizem que o casamento é “só um papel”, um ato social. Mas o que ele significa para você? É importante conversar sobre isso também. Realmente acreditam que o matrimônio é uma vocação, um sacramento, um caminho de santificação a dois?
 
8. Você rezará por ele(a)?

Quanto mais você amar a Deus, mais e melhor poderá amar o outro, porque Ele nos ensina o amor, a entrega, a humildade, a generosidade, a paciência. Por isso, para crescer na entrega a uma pessoa, é preciso crescer na entrega a Deus.
Observação final
Não se assuste com todas estas perguntas e não tenha medo de se casar. O namoro é justamente para isso, é um treino para o casamento. O importante é chegar a ele sabendo que não será fácil, que nem tudo será um mar de rosas, mas que vai ser maravilhoso.

Outras Notícias

Reze esta oração antes de encontrar aquele parente que você não gosta

A temporada de férias é uma época de reuniões familiares, o que, para muita gente, pode ser um grande desafio.Porém, ...

O que o impede de perdoar?

Perdão é decisão! E, mesmo que nosso coração esteja ferido, precisamos perdoar, pois a falta de perdão pode esta...

LITURGIA DIÁRIA 11 DE DEZEMBRO

Primeira Leitura (Is 40,1-11)Leitura do Livro do Profeta Isaías.1Consolai o meu povo, consolai-o! — diz o vosso Deus....

11/12 - São Dâmaso, o Papa mais notável do século IV

Ocupou a Sé de Roma de 366 a 384. Foi natural, ou pelo menos originário, da antiga Hispânia. O Livro Pontifical, não ...

Você sabe qual foi o primeiro acontecimento do Advento?

O Advento é a espera de Alguém que sabemos que virá e a quem amamos. Aí estão as três virtudes te...

LITURGIA DIÁRIA 10 DE DEZEMBRO

Primeira Leitura (Is 35,1-10)Leitura do Livro do Profeta Isaías.1Alegre-se a terra que era deserta e intransitável, e...