09/05 - Reservas decidem no 2º tempo e Cruzeiro vence o Santos

Com passe de Ábila e gol de Thiago Neves, Raposa chegou aos sete pontos e divide a liderança do Brasileirão com o Corinthians

Thiago Neves

O Cruzeiro chegou ontem à Vila Belmiro contabilizando um bom começo de Campeonato Brasileiro. Vinha de uma vitória e um empate e na expectativa de voltar ao G-6 depois de duas temporadas longe das primeiras posições. Para isso, o time precisava vencer o Santos, adversário que não batia desde de outubro de 2014, pelas semifinais da Copa do Brasil.

Mas a Raposa conseguiu o feito, arrancou a vitória por um 1 a 0 sobre o Peixe e voltou para Belo Horizonte com os três pontos. Com  sete pontos, a equipe celeste divide a liderança com o Corinthians. A última vez em que a Raposa esteve no topo foi na conquista do título de 2014. No entanto, no momento, o Timão leva vantagem por ter levado menos cartões amarelos.

O Santos buscou muito o atacante Bruno Henrique, que deu trabalho ao volante Romero, responsável por sua marcação. O momento de maior perigo para o Cruzeiro na etapa, aliás, saiu dos pés dele: um contra-ataque rápido aos 32 min até ficar cara a cara com Fábio e finalizar forte com o pé esquerdo. O alívio celeste veio de uma bela defesa do goleiro, que jogou a bola pra escanteio. O time mineiro também teve boas oportunidades no ataque, demonstrando que o aperto continuaria no segundo tempo.

Essa suposição se confirmou logo no início da etapa final, que começou quente. Já aos três minutos, após cruzamento de Hernándes a bola bateu em Caicedo dentro da área. A torcida santista pediu pênalti por toque de braço, mas o árbitro mandou seguir. Logo em seguida o atacante Copete deu uma tesoura por trás em Arrascaeta.

Os jogadores do Cruzeiro pediram vermelho e o meio-campo uruguaio teve que ser substituído por Thiago Neves, por conta das dores, mas o juiz deu cartão amarelo. O zagueiro Léo foi pra cima de Copete e acabou levando amarelo também.

A partida seguiu lá e cá mas o placar continuou 0 a 0. Aos 31 min houve nova chance perigosa, dessa vez para os visitantes, mas Thiago Neves também perde a chance. A jogada terminou em falta perigosa na entrada da área do lateral santista Victor Ferraz, cobrada pelo próprio Thiago, que mais uma vez não conseguiu fazer o gol.

O Cruzeiro continuou fazendo pressão, até que finalmente o camisa 30 conseguiu lançar a bola para dentro da rede, após receber passe de Ábila, aos 37 min.

(Otempo)

29/05 - Atlético erra na defesa, evita a derrota, mas segue sem vencer

Galo levou dois gols no começo do segundo tempo, conseguiu o 2 a 2, mas permanece sem vitórias no Brasileiro

Atlético

Para vencer pela primeira vez no Campeonato Brasileiro, o Atlético precisava superar um estilo de jogo aplicado por quase todos os adversários que foram ao Independência neste ano: a aposta na defesa para matar o jogo no contra-ataque. E apesar de o Galo ter enfrentado diversos adversários com esta característica e ter se dado bem nas outras vezes, a Ponte Preta dificultou a vida do Atlético e por muito pouco não saiu vitoriosa do Horto. Com dois gols em dois minutos, a Macaca segurou o empate por 2 a 2, impediu que a equipe mineira conquistasse seu primeiro triunfo na competição e ajudou a criar um clima de ansiedade para os mineiros em semana decisiva para a equipe na Copa do Brasil.

A manhã deste domingo escancarou os erros que o Atlético vem cometendo nas últimas apresentações. Pelo segundo jogo consecutivo, a equipe sofreu uma virada em poucos minutos e, mais uma vez, o fator Horto não fez a diferença como em outras oportunidades. Depois de deixar o primeiro tempo vencendo com gol de Robinho, o Galo voltou para a segunda etapa e viu a Ponte Preta crescer no jogo. O time de Roger Machado quase ampliou o placar com Cazares, mas assistiu, na sequência, Lucca marcar duas vezes, aos dois e quatro minutos, e colocar a equipe de Campinas em vantagem.

Diferentemente do primeiro tempo, em que teve todo o controle do jogo, o Atlético demonstrava claro nervosismo pelos dois gols sofridos em sequência. Mesmo na frente, a Ponte seguiu por um tempo venenosa no contra-ataque e seguiu dificultando a vida do Atlético. Irritado com os dois gols sofridos, Roger mexeu quase que imediatamente na equipe. Apontando algum problema na coxa, Adilson deixou o campo para a entrada de Maicosuel. Mais adiante, Cazares deu lugar a Rafael Moura, mas o time seguiu atônito.

A insatisfação tomou conta das arquibancadas. Divididos, alguns torcedores tentavam apoiar o time, enquanto outros se irritavam a cada lance de insucesso da equipe. Com a Ponte cada vez mais perigosa nos contra-ataques, a torcida começou a pedir a entrada de Otero – pedido atendido por Roger Machado. No entanto, foi Rafael Moura o responsável por trazer um alento à torcida e o time de volta para a partida. Aos 34, o He-Man empatou, de cabeça, mas não conseguiu evitar a sequência sem vitórias da equipe, que agora chega a três jogos.

(Otempo)

29/05 - Coelho tira peso das costas e tenta dar um salto na Série B

Time quebra tabu de dois meses sem ganhar

5

Alívio. Palavra que ilustra perfeitamente o que significou para o América a vitória sobre o Criciúma, na sexta-feira passada, além de três pontos a mais na classificação da Série B do Brasileiro. E não é para menos, haja visto que o Coelho vinha de dois meses sem obter um triunfo sequer. Os gols de Ruy, Renan Oliveira e Bill deram fim ao jejum e foram cruciais para gerar mais tranquilidade ao alviverde, que poderá dar um salto no torneio se aproveitar o fator casa nas duas próximas rodadas.

Após se livrar do peso de não ganhar, o América terá pela frente o Paysandu e o Ceará, nos dias 2 e 6 de junho, respectivamente. Ambos os jogos acontecem no Independência.

Invicto na Série B, com cinco pontos – dois empates e um triunfo –, o Coelho tenta encontrar alternativas para superar os oponentes e, consequentemente, chegar ao G-4.

“Da mesma forma que a gente estuda os adversários, eles também nos estudam. Temos uma característica de jogo muito competitiva, de marcar mais em cima e de subir a marcação. Fizemos isso no Campeonato Mineiro, na semifinal contra o Cruzeiro. Sabíamos que éramos capazes de exercer essa pressão e de manter isso na partida e conseguimos fazer um bom jogo para empatar e depois virar”, afirmou o técnico alviverde, Enderson Moreira, ressaltando o comportamento que sua equipe teve diante do Criciúma, no estádio Heriberto Hülse.

“Fico feliz com a maturidade do grupo que, ao tomar o gol no início do segundo tempo, não se desorganizou. Continuamos persistindo, criando e jogando com condições difíceis. Conseguimos manter a calma e buscar os gols”, completou.

(Otempo)

26/05 - Lateral ou meia são opções de troca do Cruzeiro por Sassá

Após Elber ser descartado devido a alta pedida salarial, a diretoria da Raposa aceita emprestar Bryan ou Marcos Vinícius ao Botafogo

botafogo sassa

A diretoria do Cruzeiro espera fechar nos próximos dias a transferência de Sassá para a Toca da Raposa II. A expectativa era de que a negociação se adiantasse com a inclusão de Elber no negócio. Porém, após não haver acerto do atleta com o Botafogo, outros dois nomes surgem em pauta.

O lateral-esquerdo Bryan, que não vem sendo aproveitado por Mano Menezes foi um dos nomes pensados para que pudesse ser envolvido no acordo para que o Botafogo pudesse liberar Sassá agora.

Mas o nome que mais agradou a diretoria do time carioca é do meia-atacante Marcos Vinícius. O jogador tem um perfil que agrada ao Botafogo. Jovem, velocista e de bom futuro. Com isso, o nome do atleta se torna o mais cotado para ajudar o Cruzeiro a avançar pelo acordo.

Marcos Vinícius seria repassado por empréstimo ao Botafogo, com os vencimentos sendo pagos pelo time carioca até maio do ano que vem. O jogador se recupera de lesão e voltou aos treinos nos últimos dias.

A expectativa da direção azul é de que as conversas sejam avançadas a partir de sexta-feira, com a diretoria do Botafogo já no Brasil. O time carioca atua nesta noite contra o Estudiantes pela Libertadores e a direção está toda na Argentina.

Porém, as conversas entre as diretorias continuam acontecendo por telefone desde a manhã de quarta-feira.

O acordo por parte da Raposa com o empresário de Sassá já ocorreu. Os vencimentos serão pagos pelo time celeste. Agora, o jogador, que não atuará mais pelo clube alvinegro, aguarda o acordo entre Cruzeiro e Botafogo para acertar a sua vinda para BH para realizar exames médicos e assinar contrato.

Negociação

O Cruzeiro deseja acertar com o Botafogo uma operação que faça a equipe carioca lucrar em caso de uma venda.

No acordo, o Cruzeiro teria de passar uma porcentagem de uma futura venda para o Botafogo, ou então, comprar outra parte dos direitos econômicos do atleta em parcelas futuras.

(Otempo)

26/05 - Galo termina fase de grupos com melhor campanha geral da Libertadores

Liderança garante ao Atlético o direito de jogar em casa todos os jogos decisivos, inclusive uma eventual final

Robinho

Com a derrota do River Plate por 2 a 1 para o Independiente Medellín, nessa quinta-feira, o Atlético encerrou a fase de grupos com a melhor campanha geral da Libertadores. Com 13 pontos conquistados, o clube mineiro obteve um melhor saldo de gols do que seus rivais diretos, superando o aproveitamento dos argentinos do Lanús, que fecharam com a segunda melhor campanha, e do Grêmio, que goleou o Zamora por 4 a 0, também nessa quinta, e ficaram com o terceiro melhor rendimento geral do torneio continental. 

A melhor campanha geral garante ao Atlético o direito de jogar em casa todos os jogos decisivos, inclusive uma eventual final da Libertadores. 

Diferentemente dos últimos anos, um sorteio, marcado para o dia 14 de junho, em Luque, no Paraguai, definirá os cruzamentos das oitavas de final. Em um pote estarão os líderes das chaves. Em outro pote estarão os segundos colocados. 

Dos oito times brasileiros que começaram a Copa Libertadores, apenas dois ficaram fora das oitavas de final: Flamengo e Chapecoense. Além do Atlético, Palmeiras, Santos, Grêmio e Botafogo classificaram como líderes de seus grupos. O Atlético-PR foi o único time brasileiro classificado que terminou em segundo na chave. 

A terceira colocação em cada chave valeu uma vaga na segunda fase da Copa Sul-Americana, que já conta com quatro clubes brasileiros - Corinthians, Fluminense, Sport e Ponte Preta; Cruzeiro e São Paulo foram eliminados. Além de Flamengo e Chapecoense, os outros classificados são: Estudiantes (Argentina), Independiente Santa Fe (Colômbia), Independiente Medellín (Colômbia), Atlético Tucumán (Argentina), Libertad (Paraguai) e Deportes Iquique (Chile). Somam-se a eles Olimpia (Paraguai) e Junior Barranquilla (Colômbia), que foram os melhores eliminados na terceira fase eliminatória da Libertadores.

COLÔMBIA FORA - País do atual campeão, o Atlético Nacional, pela primeira vez desde 2009 que a Colômbia não classifica um time para os mata-matas da Libertadores. O clube de Medellín decepcionou e ficou na lanterna do Grupo 1. Seu rival Independiente não conseguiu superar River Plate e Emelec no Grupo 4 e o mesmo aconteceu com o Independiente Santa Fe no Grupo 2, atrás de Santos e The Strongest.

Veja abaixo todos os classificados às oitavas de final (em negrito, os líderes dos grupos): 

Grupo 1

Botafogo e Barcelona de Guayaquil-EQU

Grupo 2

Santos e The Strongest-BOL

Grupo 3

River Plate-ARG  e Emelec-EQU

Grupo 4

San Lorenzo-ARG e Atlético-PR

Grupo 5

Palmeiras e Jorge Wilstermann-BOL

Grupo 6

Atlético e Godoy Cruz-ARG

Grupo 7

Lanús-ARG e Nacional-URU

Grupo 8

Grêmio e Guaraní-PAR

*com agências

 (Otempo)

26/05 - Grêmio goleia e se classifica na Libertadores

Tricolor gaúcho atropelou o Zamora em casa, mas critérios de desempate deixaram o Galo como primeiro lugar geral

gremio

O Grêmio nem precisou suar para atropelar o Zamora nesta quinta-feira, na Arena, em Porto Alegre, e garantir a classificação às oitavas de final da Libertadores como primeiro colocado do Grupo 8. Diante da pior equipe da competição, os donos da casa arrancaram no primeiro tempo e golearam o frágil adversário venezuelano por 4 a 0.

O time brasileiro precisava apenas de um empate para confirmar a classificação sem depender da outra partida do grupo. Pela frente, tinha a única equipe a não pontuar nesta Libertadores, e que em diversos momentos do jogo desta quinta não parecia sequer fazer força para tentar segurar o ataque adversário. Por isso, o que se viu foi um atropelamento gremista.

E a diferença poderia ser muito maior se não fosse o dia pouco inspirado de Lucas Barrios, as inúmeras chances perdidas e a displicência dos donos da casa após abrirem vantagem no primeiro tempo, principalmente de Pedro Rocha. Se marcasse mais três vezes, o Grêmio ficaria com a primeira colocação geral da fase de grupos, mas em meio à maratona de jogos, preferiu se poupar na reta final do confronto.

Com o resultado, o Grêmio vai à próxima fase com 13 pontos. A segunda colocação e, consequentemente, a outra vaga do Grupo 8 ficaram com o Guaraní-PAR, que segurou o empate por 0 a 0 com o Deportes Iquique, em casa, e foi a 11 pontos, deixando o adversário chileno com 10.

Para garantir a classificação sem sustos, Renato Gaúcho levou o Grêmio titular a campo nesta quinta, mas logo de cara ficou evidente que não seria necessário muito esforço para vencer. O resultado poderia ter sido garantido logo de cara se não fosse a má noite de Barrios. Nos primeiros minutos, o paraguaio perdeu três ótimas oportunidades, sendo duas em grandes defesas de Salazar e outra finalizando muito mal da marca do pênalti.

Aos 13, Pedro Rocha bateu bem e venceu Salazar, mas Filipetto tirou em cima da linha. Mais três minutos, e Barrios parou novamente em grande defesa do goleiro adversário. A blitz era intensa e aos 21, foi a vez de Luan tentar em cobrança de falta quase perfeita, que acertou a trave.

De tanto pressionar, o Grêmio finalmente abriu o placar. E quando saiu o primeiro, os outros vieram com muita facilidade. Aos 22 minutos, Pedro Rocha deu elástico em Faria pelo lado esquerdo do ataque, foi à linha fundo e tocou no meio, onde Luan chegou finalizando para a rede.

Com ainda mais espaço, os donos da casa marcaram o segundo somente três minutos depois. Pedro Rocha encontrou Fernández, que chegou cruzando para Barrios. O paraguaio só escorou a bola para a rede. O terceiro saiu aos 28, quando Cortez invadiu a área pela esquerda e levou carrinho duro de Filipetto. Luan cobrou o pênalti no canto esquerdo do goleiro e marcou.

Foi aí que o Grêmio tirou o pé, e a displicência impediu que alcançasse uma goleada histórica. Pedro Rocha era quem mais aparecia para o jogo, mas com ele, as tentativas erradas de toques e dribles de efeito minavam os ataques gremistas. Do seu lado, Barrios seguia em baixa. Aos 33, chegou a perder um gol sem goleiro, após rebote de Salazar.

O segundo tempo trouxe exatamente o mesmo cenário, e não tardou para Barrios perder grande chance, aos 12, após ótimo cruzamento de Leonardo Moura. Mas aos 18, Pedro Rocha finalmente foi efetivo para selar o placar. Ele recebeu enfiada precisa de Gastón Fernández e ainda driblou o goleiro antes de finalizar. Aos 35, Fernandinho ainda foi derrubado por Ovalle e o árbitro deu pênalti, mas Luan parou na boa defesa de Salazar.

(Otempo)

25/05 - Um curinga chamado Rafinha

Considerado o “12º titular” do time, meia-atacante é o segundo melhor garçom da Raposa no ano

asasasasas

Em todo elenco existe aquele atleta tido como “o 12º titular”. Às vezes, a expressão se baseia no fato de um jogador poder “quebrar galhos” ao atuar em várias posições e, por conta disso, ser constantemente escalado entre os 11 principais. Ou então, por ser alguém com alto poder de decisão e com qualidade similar à de um destaque da equipe, funcionando como uma espécie de talismã. No Cruzeiro, existem alguns que atendem por essa alcunha. Um deles é Rafinha.

Fica notório o quanto o rótulo serve para o meia-atacante. Dos 29 duelos disputados pela Raposa em torneios no ano, o camisa 70 esteve presente em 25, sendo 15 deles na condição de titular e dez entrando no decorrer das partidas. Mas será que ele faz valer tanta confiança depositada por Mano Menezes? Sim. Os números de seu rendimento apontam isso.

Rafinha é nada menos que o segundo melhor garçom da equipe celeste na temporada, com quatro assistências, assim como o lateral-esquerdo Diogo Barbosa. Ambos só ficam atrás do meia Thiago Neves, que soma cinco passes a gol, segundo pesquisa direta. Ao meia-atacante, porém, fica uma pequena ansiedade por ainda não ter balançado as redes, nada que o incomode, desde que seu time alcance as vitórias, como sempre salientou.

“É sempre bom ter uma sequência na equipe. Estou feliz por estar fazendo bem o meu trabalho junto de meus companheiros e vou fazer de tudo para seguir evoluindo e ajudando o Cruzeiro na temporada.

Como eu disse, o elenco é muito forte, e quem for jogar dará conta do recado. Quem ganha com isso é o clube”, afirmou o atleta.

Só que o Cruzeiro ainda não sabe se contará com seu curinga neste domingo, contra o Santos, na Vila Belmiro, pela terceira rodada do Campeonato Brasileiro. Com dores musculares na região abdominal, o meia-atacante ficou de fora dos treinamentos da manhã e da tarde de ontem, na Toca da Raposa II, no primeiro dia de atividades da semana de preparação visando ao embate com o Peixe.

O camisa 70 está sob observação do departamento médico. Os próximos dias mostrarão se ele terá ou não condições de entrar em campo no domingo. Neste ano, Rafinha atuou, principalmente, como substituto de Robinho, que ainda se recupera de uma lesão na parte posterior da coxa direita, ou de Thiago Neves, livre de dores no joelho direito e que voltou a treinar com o elenco nessa quarta-feira.

 (OtempO)

25/05 - Chateado, Roger avisa: 'não pode oferecer três gols para o adversário'

Em 27 partidas no ano, a defesa do Galo não havia sido vazada mais de duas vezes

Roger Machado

A derrota por 3 a 2 para o Paraná Clube, pelas oitavas de final da Copa do Brasil, deixou uma preocupação para o técnico Roger Machado além do resultado por si só. Pela primeira vez na temporada, a equipe alvinegra sofreu mais de dois gols em uma partida, situação que deixou o técnico chateado.

“Pela primeira vez no ano minha equipe sofreu três gols. Temos que entender isso. Existem detalhes de conduta nas competições e essa (Copa do Brasil) tem 90 minutos. O  Brasileiro é de regularidade, você não pode oferecer três gols para o adversário nunca. Uma equipe experiente, que saiu na frente, não pode dar essa chance ao adversário”, avaliou Roger.

O motivo maior do descontentamento do treinador se deve pela característica da Copa do Brasil. Com o jogo de volta marcado para a próxima quarta-feira, no Independência, é imprescindível que o Atlético não sofra gols, se quiser se classificar às quartas de final do torneio contando com uma vitória simples.

“A gente sabe que momentos de instabilidade vão acontecer, com uma derrota em casa (diante do Fluminense, pelo Brasileiro), sofrer três gols na Copa do Brasil. Temos que entender os porquês, se estamos entrando de forma diferente. É em cima das reavaliações e das críticas que vamos receber que nós vamos corrigir e buscar a vitória”, completou o técnico.

(OtempO)

25/05 - Enderson Moreira lamenta morte do ex-atacante Raphael Aguiar

Treinador comandou o jogador na base do Atlético

Enderson Moreira

O técnico do América, Enderson Moreira, lamentou nesta quarta-feira a morte do ex-atacante Raphael Aguiar. “Ele foi meu atleta na categoria de base do Atlético. É um garoto que vai embora tão cedo e a gente lamenta muito. Neste momento, desejo muita força para os pais e familiares para poder enfrentar essa ausência”, declarou o comandante alviverde.

Raphael Aguiar tinha 29 anos e foi diagnosticado com um câncer ósseo no joelho esquerdo em 2015. Na época, o atacante precisou deixar o futebol e passou por uma cirurgia para a retirada do tumor. O osso do joelho foi substituído por uma prótese, e o procedimento não permitiu que ele pudesse fazer esforço físico.

Cicinho, como também era conhecido, faleceu nesta quarta-feira (24) no Hospital Felício Rocho, em Belo Horizonte, onde estava internado. Companheiro de Raphael Aguiar no Atlético, o meia Renan Oliveira foi liberado do treino do América realizado na manhã desta quarta-feira, no CT Lanna Drumond, para acompanhar o velório.

 (Otempo)

24/05 - Ariel Cabral: ele dá outra dinâmica ao time celeste

Volta de volante argentino faz a Raposa jogar melhor e é motivo de comemoração para Mano Menezes

aasasdasa

A tríade formada por Henrique, Ariel Cabral e Robinho foi crucial para o Cruzeiro nos três primeiros meses do ano. A solidez defensiva, a consistência tática e a competência no papel de ligar o meio-campo e o ataque fizeram parte do cotidiano da Raposa dentro das quatro lindas. As lesões de Robinho e do argentino influenciaram diretamente na queda de rendimento dos celestes. Mas o retorno do hermano, no domingo, e a melhora física considerável do armador nas últimas semanas são motivos de comemoração para o técnico Mano Menezes.

O regresso positivo de Cabral ficou nítido assim que ele deu os primeiros passos no gramado da Ilha do Retiro. Após um primeiro tempo irregular da Raposa, o volante deu outra dinâmica aos azuis, rodando bem a bola, demonstrando qualidade no passe e auxiliando no combate. Com ele, a equipe cruzeirense cresceu em campo e, por pouco, não saiu de Recife com uma vitória. Mais um exemplo claro do quanto a presença de Ariel faz bem à Raposa.

Os números do ano reforçam a tese. Com Cabral dentro das quatro linhas, o Cruzeiro possui um desempenho de 77,19% em jogos em torneios da temporada: 13 vitórias, cinco empates e uma derrota. Quando o camisa 5 está ausente, o aproveitamento cai para 66,7% – seis triunfos, dois empates e dois reveses. Vale lembrar que os dois principais resultados negativos do time foram sem o argentino – e sem Robinho –, para o Atlético, na final do Mineiro, e o Nacional-PAR, na primeira fase da Sul-Americana.

“Com a entrada do Ariel, ficou clara a importância dele para a equipe. Rodamos mais a bola para os lados, como temos que fazer. Aí os outros jogadores cresceram mais. A gente quer isso, que a equipe tenha a capacidade de fazer o que fez no segundo tempo”, afirmou Mano Menezes após o duelo com o Sport, que terminou em 1 a 1, no último domingo.
 

Robinho.O meia Robinho, outra peça fundamental na engrenagem azul, está perto de voltar aos gramados. Em fase final de recuperação de uma lesão de grau três na parte posterior da coxa direita, o armador pode ser liberado pelo departamento médico nesta semana.

(Otempo)

24/05 - Após ser poupado, Robinho confirma retorno contra o Paraná

Questionado sobre a equipe que vai entrar em campo, o atacante se esquivou e não deu pistas sobre os outros 10 atletas que iniciarão a partida

Robinho e Elias

Robinho está de volta ao time titular do Atlético. Apesar de o técnico Roger Machado não ter dado, nos treinos, nenhum indicativo da equipe que ele irá escalar, o “Rei da Pedaladas”, em sua entrevista coletiva, acabou confirmando que estará em campo após ser poupado da partida contra o Fluminense, no último domingo, pelo Campeonato Brasileiro.

“Feliz por voltar. Acabei ficando fora contra o Fluminense por um desconforto muscular, consequência da maratona de jogos que estamos enfrentando. Estou feliz por voltar e espero ajudar os meus companheiros a voltar de Curitiba com um bom resultado”, disse.

Questionado sobre a equipe que vai entrar em campo, o atacante se esquivou e não deu pistas sobre os outros 10 atletas que iniciarão a partida. “Essa pergunta é para o Roger. Todos os jogadores que estavam ali (na roda de titulares que contava com 11 atletas de linha, incluindo Otero, que jogou no lugar de Robinho no último jogo) tem condição de serem titulares. Quem o Roger optar vai dar o seu melhor para dar conta do recado”, afirma.

Robinho afirma que a equipe precisará ser inteligente na partida desta quarta-feira. Ele observa que o Galo pode tirar boas lições da última edição, quando o clube chegou à decisão do torneio.

“A gente sabe que sempre são dois jogos difíceis. Claro que fora de casa a gente também vai jogar para ganhar. Mas sabemos que é importante não perder. E se perder, não perder por uma diferença muito ruim, pois nada irá se decidir apenas em uma partida”, conclui o jogador.

A escalação do Atlético deve ser a mesma dos últimos jogos. No entanto, a questão física irá determinar quem vai iniciar o confronto. O técnico Roger Machado irá consultar a fisiologia para saber quais são os atletas mais desgastados.

(Otempo)

24/05 - Atacante do América fatura R$ 210 mil em campeonato de pôquer

Hugo Cabral venceu torneio com mais de seis mil concorrentes e que durou 6h15 min no domingo; jogador garante que prática não é comum no Coelho

Hugo Cabral

O atacante do América, Hugo Cabral, mostrou seu potencial em outros 'campos' além do futebol. O jogador alviverde faturou nada menos que R$ 210 mil em um Campeonato de Pôquer onde venceu mais de 6 mil concorrentes. Para participar do evento, o SCOOP (Spring Championship of Online Poker), o atacante investiu, assim como os outros concorrentes, US$ 109 doláres. No fim da peleja, o prêmio na conta: US$ 64.491, cerca de R$ 210 mil na cotação atual. 

"Ainda não caiu a ficha. Muitos jogadores profissionais de poker buscam esse título, um torneio grande, a gente sabe como é difícil bater um field de 7.000 jogadores, a premiação altíssima. A competitividade foi muito grande. Eu já vinha tendo alguns bons resultados, melhorei bastante meu jogo online, aprimorei. Sabia que era difícil, mas não era um sonho impossível", afirmou o jogador, ao portal superpoker.com.br.

O torneio disputado por Hugo Cabral aconteceu no domingo e durou mais de seis horas. O jogador do Coelho aprendeu a jogar pôquer em 2014 e vem conciliando o futebol com sua outra paixão de forma plena. Apesar do grande sucesso entre os boleiros, Cabral garante que o pôquer não é hábito nas concentrações do América. 

"Tem só três aqui e nem chega a rolar jogo. Esse é o primeiro clube, desde que aprendi a jogar, que não rola o pôquer. Fica difícil com quatro jogadores, então não rola na concentração, tenho jogado mais na internet", encerrou.

(Otempo)

23/05 - Hudson pode ocupar a lateral direita contra o Santos na Vila Belmiro

Volante demonstrou competência naquele setor diante do Sport, corrigindo os problemas apresentados por Romero

Hudson

Se no meio de campo estava difícil para Lucas Romero obter uma vaga entre os titulares do Cruzeiro, a lateral direita aparecia como uma espécie de plano B. Sem Ezequiel, ainda se recuperando de dores no quadril direito, e Lennon em processo de adaptação, coube ao argentino a função de atuar por aquele lado do campo. Só que agora o hermano começa ter sua condição ameaçada por outro volante.

Devido ao retorno de Ariel Cabral ao meio, Hudson aparece como outra alternativa para a ala direita. O camisa 25 chegou a atuar nessa função durante todo o segundo tempo do empate em 1 a 1 com o Sport, e recebeu comentários positivos por parte de Mano Menezes.

Isso abriu uma briga entre Romero e Hudson por vaga naquele setor para o confronto de domingo com o Santos, na Vila Belmiro, pela terceira rodada do Brasileirão, uma vez que a tendência é que Ariel e Henrique formem a dupla de volantes.

“Temos uma semana pela frente. O Hudson já fez isso (atuou como lateral-direito) no São Paulo e já entrou para ocupar a lateral direita da gente em outros jogos”, ressaltou Mano, que não gostou do comportamento de Romero na partida passada, em Recife.

“Na primeira parte do jogo, nós sofremos pelo lado. O Osvaldo (atacante do Sport) levou uma vantagem grande, passou várias vezes por ali, e tivemos dificuldade. A troca foi para tentar corrigir o posicionamento. A volta do Ariel era natural, ele não tinha condição de atuar os 90 minutos e o seguramos um pouco. Ele tem uma característica que, somada a de outro volante, dá um equilíbrio maior no meio-campo”, completou o treinador.

(Otempo)

23/05 - Diretorias seguem em negociação e Maicosuel volta à pauta por Valdívia

Internacional e Atlético tentam chegar e um acordo para a transferência do atacante por empréstimo de um ano

Valdívia

A negociação entre Atlético e Internacional para a liberação de Valdívia segue acontecendo, mas sem um desfecho esperado pelo Galo. Após o presidente atleticano Daniel Nepomuceno dizer que o acerto dependeria do clube gaúcho, as duas diretorias voltaram a conversar e tentam chegar a um final nas próximas horas.

Antes nome descartado na negociação, o meia-atacante Maicosuel voltou a ser o fiel da balança para que o acordo ocorra. O Internacional deseja o jogador por empréstimo para suprir a perda de Valdívia.

Inicialmente o Atlético não desejava abrir mão do jogador, que agrada ao técnico Roger Machado. Mas no domingo Daniel Nepomuceno já passou a admitir a necessidade de abrir mão de um jogador do atual grupo para contar com o atacante do Internacional.

Agora resta convencer Roger Machado a aceitar a ficar sem o jogador e depois, liberar para que Maicosuel chegue a um acordo com o Internacional. Esta situação não é considerada fácil, já que o atleta teria de trocar o Galo da Libertadores por uma equipe que disputa a série B do Brasileiro.

Tal situação foi um dos empecilhos que fez o zagueiro Erazo recusar o Internacional. O jogador considerou que não seria vantajoso atuar na segunda divisão, mesmo tendo se tornado a quarta opção para a defesa do Atlético nesta temporada.

Além de repassar Maicosuel para o Internacional, o Atlético terá de pagar um valor pela contratação de Valdívia. Inicialmente a quantia prevista era de R$ 1 milhão pelo empréstimo até maio de 2018. A ideia é que o jogador desembarque em BH com os direitos econômicos fixados e com o Galo tento opção de compra ao final do período.

Acordo

Valdívia e a diretoria do Internacional já acertaram que o melhor para o jogador será se transferir para um novo clube. O atleta pediu para respirar novos ares, enquanto a direção crê que um empréstimo poderá valorizar a sua joia.

O Atlético já se encontrou com o representante de Valdívia, na semana passada, quando a negociação chegou a avançar. As bases salariais para o acerto já estão apalavrados, mas ainda dependendo do acordo entre o Galo e o Internacional .

(Otempo)

23/05 - 'Rachão' termina em discussão entre Cuca, Felipe Melo e preparador

Divergência no placar do treino gerou climão e técnico saiu irritado pelo incidente ter ocorrido na frente da imprensa

cuca

O treino do Palmeiras desta segunda-feira terminou em discussão entre o técnico Cuca, o volante Felipe Melo e o preparador físico Omar Feitosa. O motivo seria uma divergência no placar do "rachão", treinamento descontraído realizado no final da tarde na Academia de Futebol.

Embora tenha sido considerada "corriqueira" por pessoas próximas à comissão técnica, a discussão deixou o técnico Cuca incomodado por ter acontecido diante da imprensa, que acompanhava a entrevista coletiva do volante Thiago Santos.

Após o auxiliar Cláudio Prates apitar o final do treino, Felipe Melo, Cuca e Omar Feitosa discutiram no gramado. Os jogadores Egídio e Mayke tentaram diminuir o tom. Cuca se encontrou com o preparador no caminho para o vestiário. Irritado, o treinador deu uma bronca no preparador, gesticulou e entrou. Depois, reapareceu para pedir, novamente, a entrada de Omar. A discussão se encerrou na parte interna da Academia de Futebol.

Antes do rachão, Thiago Santos treinou no lugar de Felipe Melo e será titular contra o Atlético Tucumán, pela Copa Libertadores. De acordo com o jogador, a preparação para o jogo desta quarta-feira já começou no domingo, quando o Palmeiras foi derrotado pela Chapecoense, fora de casa.

"Ele (Cuca) chamou, falou para eu e o Tchê Tchê ir entrosando e que no jogo da Libertadores iríamos jogar juntos", disse o volante em entrevista coletiva na tarde desta segunda-feira.

(Otempo)

20/05 - Convocação de Tite desfalcará equipes em clássicos pelo Brasileirão

Com o Brasil classificado para a Copa do Mundo da Rússia, em 2018, o técnico Tite agora aproveita para dar oportunidade a novos atletas na Seleção Brasileira, como será na próxima data Fifa, entre os dias 9 e 13 de junho, como o próprio anunciou nesta sexta-feira. A convocação, porém, não irá agradar alguns clubes brasileiros, que perderão seus atletas em partidas importantes ou até mesmo em clássicos regionais.

Levando em consideração a data de apresentação dos atletas, marcada para o dia 5 de junho, e a logística de retorno da Austrália, onde acontecerão os dois amistosos – contra Argentina e a seleção local -, Rodriguinho e Fagner serão desfalques no Corinthians (time que mais perde) em três oportunidades: diante do Vasco, no dia 7 de junho, no clássico contra o São Paulo, no dia 11, e no confronto contra o Cruzeiro, dia 14, todos pelo Campeonato Brasileiro.

Sendo assim, sofrerá também o Tricolor do Morumbi. Além do Majestoso, o zagueiro Rodrigo Caio desfalca o São Paulo nas partidas diante da Ponte Preta, no dia 4, e Vitória, no dia 8, também pelo campeonato nacional.

Lucas Lima não poderá vestir a camisa do Santos no clássico contra o Palmeiras, dia 14, na Vila Belmiro, e nos confrontos contra Botafogo e Atlético-PR. O Furacão, por vez, não terá a segurança do goleiro Weverton diante do Fluminense, Santos e Atlético-MG. Por último, Diego Souza não atua pelo Sport diante de Flamengo e Vasco.

(MSN)

 

20/05 - Campeão mundial de Boxe morre em acidente de carro no México

Tornado Sanchez faleceu em um acidente de carro no México. Foto: Reprodução Twitter/tornadosanchezc
Tornado Sanchez faleceu em um acidente de carro no México.
Foto: Reprodução Twitter/tornadosanchezc


O mundo do boxe está de luto. O mexicano David "Tornado" Sanchez, 25 anos, faleceu nesta sexta-feira (19), em Hermosillo, no México, vítima de um acidente de carro.  Sanchez dirigia o carro, que também levava o seu irmão Jonathan, que também faleceu devido a colisão.

Sanchez era campeão mundial interino dos supermoscas (até 52kg.) pela Associação Mundial de Boxe (WBA). 

Em comunicado oficial, a Associação Mundial de Boxe (WBA) tratou David como "um grande gladiador que tinha um longo caminho pela frente".

Como profissional, 'Tornado' Sanchez tinha 31 vitórias, 23 por nocaute, quatro derrotas e dois empates.  Em sua apresentação, em abril deste ano. o mexicano venceu Victoriano Nunez.

(MSN)

 

20/05 - Homem é preso após ameaçar matar filho de Schumacher na Alemanha

A polícia da Alemanha prendeu um homem de 25 anos acusado de tentativa de extorsão e ameaça de morte contra a família do ex-piloto de Formula 1 Michael Schumacher. Identificado como Huseyin B., ele enviou diversos e-mail à esposa do heptacampeão, Corinna Betsch, pedindo o equivalente a R$ 3,3 milhões para que o filho mais velho do casal, Mick, de 17 anos, piloto da Formula 4, não fosse morto por ele.

“Se eu não receber o dinheiro antes de 31 de março, seus filhos serão assassinados de uma maneira ou de outra. Na Fórmula 4, há muitos acidentes", disse Huseyin em uma das mensagens.

Corinna comunicou as autoridades sobre as ameaças e o homem acabou preso. Ele confessou os crimes e foi condenado a pena de um ano e nove meses de prisão condicional, bem como ao pagamento de R$ 16,6 em multa e a 50 horas de trabalho comunitário.

(MSN)

 

19/05 - Secretário parlamentar de Perrella preso pela PF é exonerado do Senado

A Diretoria-Geral do Senado Federal exonerou Mendherson Souza Lima do cargo de confiança de secretário parlamentar do gabinete do senador Zezé Perrella (PMDB-MG). A exoneração foi assinada na quinta-feira, 18, e está publicada no Diário Oficial da União (DOU) desta sexta-feira, 19. Mendherson, que também é cunhado de Perrella, foi preso na quinta pela Polícia Federal na Operação Patmos, deflagrada depois da delação de Joesley Batista, um dos donos do Grupo JBS.

De acordo com o delator, o agora ex-secretário parlamentar recebeu dinheiro da JBS em nome do senador afastado Aécio Neves (PSDB-MG), também alvo da Patmos. O dinheiro pagaria a defesa de Aécio na Lava Jato. Segundo a PF, foram apreendidos R$ 400 mil em dinheiro na casa de Mendherson.

A Operação Patmos foi deflagrada na quinta-feira, com dois alvos principais: o presidente Michel Temer (PMDB) e Aécio. A operação foi autorizada pelo ministro Edson Fachin, relator da Lava Jato no Supremo Tribunal Federal (STF), a pedido da Procuradoria-Geral da República.

A Patmos fez buscas em endereços de Aécio e prendeu, além de Mendherson, a irmã de Aécio, Andrea Neves, e um primo do tucano. Além disso, um inquérito foi aberto contra o presidente Temer. Tudo em decorrência da delação de Joesley Batista. Entre outras provas, o empresário gravou Temer supostamente dando aval ao pagamento de propinas ao preso e condenado Eduardo Cunha, em troca do silêncio do ex-presidente da Câmara. Batista também denunciou que Aécio teria pedido à JBS R$ 2 milhões.

(Hoje em dia)

19/05 - Galo pode ter mais reforços do que vagas nas oitavas da Libertadores

Diretoria alvinegra está monitorando jogadores e pretende ir em busca de nomes para o elenco

roger

A movimentação do Atlético no mercado poderá gerar um número maior de reforços do que o permitido para novos inscritos nas oitavas de final da Libertadores. O clube inscreveu 30 atletas – quantidade máxima para a competição - e poderá trocar três deles a partir desta fase. No entanto, existe uma expectativa de que a diretoria busque mais nomes para o elenco, o que deixaria inviável a inscrição de todos os novos jogadores para o torneio continental.

O Atlético trouxe o meia Marlone, repatriou o lateral-direito Alex Silva e aguarda a chegada do volante Roger Bernardo para as próximas semanas. No entanto, a conta não fecha quando analisamos o fato de que o clube monitora de perto a situação de Valdívia e pretende contratar outro lateral para a vaga de Carlos César e ainda pode negociar com um zagueiro, considerando a possibilidade de que Gabriel pode ser transferido para a Europa.

Com seis possíveis reforços e três vagas disponíveis, a comissão técnica do clube precisaria avaliar as prioridades na hora de inscrever os atletas, uma vez que a nova troca só poderá ocorrer caso o time avance às quartas de final da Libertadores.

Se para entrar na lista há um dificuldade pelo número pré-determinado, a quantidade de jogadores que podem ceder espaço por serem pouco aproveitados é grande. Negociado com o Corinthians, Clayton é uma vaga certa, assim como Carlos César, que ficará parado por cerca de quatro meses. Para liberar espaço para a última vaga, o Atlético pode retirar, pelo menos cinco jogadores da lista, que não jogaram nenhuma partida da fase de classificação, entre eles os meias Carlos Eduardo e Thalis, os zagueiros Rodrigão e Jesiel, além do volante Ralph.

Veja a lista completa dos inscritos

1 Victor

2 Marcos Rocha

3 Leonardo Silva

4 Erazo

5 Rafael Carioca

6 Fábio Santos

7 Robinho

8 Elias

9 Fred

10 Cazares

11 Otero

12 Giovanni

13 Rafael Moura

14 Danilo

15 Ralph

16 Rodrigão

17 Maicosuel

18 Thalis

19 Carlos César

20 Leonan

21 Adilson

22 Carlos Eduardo

23 Clayton

24 Uilson

25 Yago

26 Felipe Santana

27 Luan

28 Jesiel

29 Cleiton

30 Gabriel 

(Otempo)