O Melhor Fermento

Conta-se que em uma cidade distante existia uma Senhora chamada Dona Maria que fazia bolos como ninguém, vivia cantarolando e sempre estava feliz. Comer de seus bolos era como sonhar acordado. Muitas mulheres de sua vizinhança tentavam fazer suas receitas, mas sem sucesso.

Um certo dia uma vizinha que a conhecia há muitos anos e admirava seus bolos, resolveu perguntar-lhe qual seria o segredo de seus deliciosos bolos.

– O segredo está no fermento – Respondeu D. Maria

– Como? O fermento? – mas eu já tentei usar vários tipos de fermento e… Nenhuma receita ficou como a da senhora!

– Já usei os fermentos do Sucesso, Riqueza e o fermento Amor foi o que mais se aproximou de seus bolos.

Dona Maria então explicou: – Desses fermentos que você utilizou, todos são bons mas, trazem serias complicações para o bolo por exemplo:

O FERMENTO SUCESSO – Passa rápido;

O FERMENTO RIQUEZA – Traz com ele alguns ingredientes ruins como: DESCONFIANÇA, AVAREZA, E A SOLIDÃO e isso faz com que o bolo fique muito bonito por fora, porém seu interior é feio, escuro, duro e amargo.

O FERMENTO DA BELEZA – é semelhante ao da riqueza, muito bonito por fora, porém seu interior já escuro é vazio.

O FERMENTO AMOR – é ótimo, traz com ele ingredientes como a SAÚDE, O AMOR ao Próximo, a PROSPERIDADE e a DEDICAÇÃO.

– Enfim, com o fermento amor seu bolo fica perfeito.

Agora imagine a sua vida como um bolo. Qual fermento deixará sua vida mais gostosa?
Uma pessoa muito especial me contou uma história mais ou menos assim:

“O amor é como uma caixinha, onde se coloca e se tira… Quando se dá amor, se tira da nossa caixinha e coloca na caixinha do outro. Quando se recebe amor, se tira da caixinha do outro e coloca na nossa.”

Acho que essa foi a melhor explicação que já recebi até hoje do amor… Se você só recebe e não dá, a caixinha lota e ninguém mais consegue te dar amor. Se você só dá, chega uma hora que acaba o seu.

Por isso, na vida é importante dar e receber amor.

Nem sempre aquele que recebe de nós é o que nos dá.

Nem sempre damos de quem recebemos.

Mas sempre estamos fazendo troca e reciclando o nosso estoque de amor.