Uma História de Superação

Essa é a história de um menino que morava numa cidade pequena da Itália. Amava jogar futebol em um pequeno campo que havia ao lado de sua casa. Todo dia quando chegava da escola depois do almoço, reunia-se com seus amiguinhos da rua para jogar futebol.

Dizia a todos que conhecia que seu maior sonho era ser um grande jogador de futebol, ser conhecido como um crack, e que o mundo inteiro o aplaudisse.

Aos seis anos de idade, iniciou aulas de piano e depois de flauta, saxofone, trompete, harpa, violão e bateria. Andrea Bocelli nasceu comglaucoma congênito que o deixou parcialmente cego. Certo dia, aos 12 anos de idade, estando ele jogando bola com seus amigos, numa fatídica tarde, eis que uma bola bate tão forte em seu rosto, que ele cai… Todos os outros garotos correm assustados, nervosos, chamando os vizinhos pedindo ajuda.

E numa fatalidade, ele tenta se levantar, e cai outra vez. Tenta de novo, mas cai pela terceira vez. Ele consegue se levantar se apoiando, tentando caminhar em direção aos seus amigos, mas bate num deles, e ali, percebem que ele perde definitivamente sua visão.

Um menino adolescente cheio de sonhos na vida, assim de uma hora para outra, vê seu castelo ruir aos seus pés, e falta-lhe o chão. Sua chance? “Será o fim dos sonhos desse menino” pensava sua mãe. Mas passadas algumas semanas, sua atitude foi surpreendente, e nos dá uma lição de vida.

O menino parte para outro talento recebido de Deus, algo que já amava na sua infância. Durante a infância, se apaixonou pela música e sua mãe, Edi Bocelli, costumava dizer que a música era a única coisa que o consolava após a perda completa da visão. Tocava órgão na igreja que se situava próxima à casa, onde ia todos os domingos com a avó. Aos doze anos de idade venceu o prêmio Margherita d’Oro, em Viareggio, com a canção “O Sole Mio”, constituindo a primeira vitória numa competição musical.

Como sua vida musical estava apenas começando, aquele jovem descobre a paixão pelo canto. Atravessou os anos e aquele menino nunca mais parou o treinamento vocal, tendo aulas com os mais renomados tenores do mundo. A simplicidade, a sua força de vencer e dar a volta por cima, o fez ser conhecido e considerado o 4° maior tenor do mundo ao lado de José Carreira, plácido domingo e Luciano Pavarotti.

Andrea Bocelli torna-se um dos maiores interpretes do mundo e reconhecido por todos, pela simplicidade e talento musical inigualável. Autor de diversas canções que conseguem transformar corações de pedra em corações sensíveis as belezas deste mundo.