Rádio Rainha da Paz

A rádio da familia

Garçonete serve mendigo sem discriminá-lo

Garçonete serve mendigo sem discriminá-lo
  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter

Mensagem do Dia

Isto aconteceu com Maria, uma garçonete no Texas, EUA, e a notícia foi coberta pela mídia.

Maria estava trabalhando no restaurante como sempre, quando um homem que mudaria sua vida, entrou.

Com má aparência, mau cheiro e quase sem conseguir caminhar, este mendigo entrou no restaurante e sentou-se em uma mesa.

Maria se aproximou assim como fazia com o restante dos clientes e lhe disse educadamente:

“Meu nome é Maria, se precisar de algo estarei aqui para atendê-lo”.

O homem notou que o restante dos empregados olhava para ele com cara feia e ninguém queria atendê-lo.

De acordo com a mesma fonte, o gerente do restaurante esclareceu à garçonete que se o mendigo não tivesse como pagar seu pedido, o dinheiro sairia do bolso dela.

Maria concordou com a ordem.

O que aconteceu depois

O homem comeu o que havia pedido, pagou e foi embora.

Para surpresa de todos, ele não apenas pagou, mas deixou uma gorjeta de 100 dólares para sua garçonete debaixo dos pratos já vazios.

Embora a gorjeta fosse importante, ainda mais vindo de alguém que duvidavam que tinha dinheiro suficiente para pagar sua conta, isso não foi o mais impressionante.

“Querida Maria, eu a respeito muito e você também se respeita, é evidente pela forma em que você trata os outros. Você encontrou o segredo da felicidade. Seus gestos bondosos irão guiá-la entre os que a conhecerem.”

O cartão tinha sido assinado pelo próprio dono do restaurante

O dono tinha se disfarçado de mendigo e observou seu próprio restaurante para verificar a qualidade que seus empregados tinham na hora de atender o cliente.

Maria não tinha a mínima ideia de quem ele era na verdade, mas isso não importava para ela.

Não importou na hora de não discriminá-lo, nem na hora de saber que se este senhor não pagasse, seria ela quem teria que pagar por ele.

Sua boa decisão não apenas lhe rendeu os cem dólares de gorjeta, mas também a promoveram como gerente do mesmo restaurante no qual só ela servia às mesas.

Sua vida mudou para sempre...

 

  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter

Olá, deixe seu comentário para Garçonete serve mendigo sem discriminá-lo

Enviando Comentário Fechar :/